Com a morte algo expectável de Disney Infinity, poderia pensar-se que teríamos de esperar algum tempo até assistirmos ao regresso das personagens dos filmes da Disney e Pixar ao formato videojogável. Jogos licenciados não aparentavam estar nos planos da gigante norte-americana, mas eis que surge uma ressuscitada Avalanche Software para nos trazer Cars 3: Driven to Win, título que, tal como o nome indica, se inspira na trilogia mal amada e mais concretamente no novo filme que chegou às salas de cinema nacionais no dia 15 de junho.

Cars 3 Driven to Win Imagens Analise

Sem grandes surpresas, o entusiasmo em redor da obra era quase tanto como para o filme protagonizado por Lightning McQueen e companhia, ou seja, praticamente nulo. Dito isto e colocando a qualidade das películas cinematográficas fora da equação, o conceito do universo de Cars tinha todos os condimentos para oferecer, no mínimo dos mínimos, uma competente experiência de corridas arcada para queimar algumas horas e saciar o apetite daqueles que não se podem entreter com Mario Kart e que poucos jogos desse género têm recebido nas suas plataformas de eleição nos últimos anos.

Driven to Win é precisamente aquilo que precisava ser, isto é, uma obra que não deslumbra, mas é capaz de entreter e divertir durante algumas tardes de verão. A sua longevidade será, provavelmente, maior para aqueles que apreciam a saga de filmes, mas o título não se limita a tentar servir essa audiência. Na verdade, o tempo que passei com este jogo foi uma agradável surpresa, especialmente depois de vir de um tempo algo doloroso com Micro Machines World Series.

Cars 3 Driven to Win Imagens Analise

Com uma jogabilidade arcada que envolve mecânicas de drifting, piruetas aéreas e uma utilização e gestão inteligente do turbo, o jogo de Cars 3 oferece uma experiência que não surpreende e que também não corre riscos desnecessários, preferindo focar-se numa fórmula que sabe ser eficaz e suficientemente diversificada para entreter e divertir aqueles que lhe derem uma oportunidade. É por isso uma pena que o título não tenha qualquer componente online que nos permita testar todas suas potencialidades contra outros jogadores de carne e osso. Sim, existe ecrã dividido, o que é uma opção válida, mas insuficiente nos dias de hoje.

Como é óbvio, a jogabilidade de Driven to Win não está isenta de problemas, sendo que um dos principais é a sua inteligência artificial demasiado competente. Sempre pronta a utilizar os atalhos das pistas para ultrapassar os jogadores que se cingirem ao percurso principal, agressiva e cometendo poucos erros, não é muito claro aquilo que separa uma prova em que ficam em 1º de uma em que ficam em 8º. Aliás, por diversas vezes, na dificuldade média, participei em corridas em que o 1º e o último classificado cortaram a meta separados por pouco mais de 2 segundos.

Cars 3 Driven to Win Imagens Analise

Por um lado, temos corridas que nunca estão verdadeiramente perdidas, por outro lado, temos corridas que nunca estão verdadeiramente ganhas, uma vez que ao mínimo deslize, seja ele uma curva mal efetuada ou uma escolha de percurso menos adequada, os carros adversários estarão lá para capitalizar no nosso erro. Outro problema prende-se com uma ausência de sensação de velocidade nas provas. Mesmo quando estamos a utilizar o turbo, nunca sentimos que estamos a conduzir a velocidades ridiculamente elevadas e perigosas, o que se torna um problema depois de dominarem os diversos departamentos das corridas.

Ainda assim, Cars 3: Driven to Win consegue manter o jogador investido na sua experiência através de um inteligente sistema de progressão construído para o premiar constantemente com o desbloquear de novos veículos, novas pistas e novos modos de jogo e também para o incentivar a experimentar e tentar realizar tarefas que de outra forma provavelmente não o faria. No total são 136 objetivos que ao serem concluídos concedem-nos acesso ao muito e variado conteúdo que o jogo tem para oferecer. E sim, é mesmo muito.

Cars 3 Driven to Win Imagens Analise

Em termos de modos, o jogo está dividido em eventos onde podem participar em diversos tipos de provas individuais, taças que são competições compostas por três provas do mesmo tipo, jogos de equipa em que podem jogar em ecrã dividido, e o recreio em que podem conduzir livremente e realizar desafios aleatórios. Contudo, é na diversidade de provas que o título mais brilha, oferecendo experiências suficientemente diferentes para evitar que a monotonia surja rapidamente.

Para além das corridas normais, existem corridas de batalha que adicionam armas que podem ser recolhidas durante o percurso e utilizadas para atingir os adversários ao bom estilo de Mario Kart, corridas centradas na realização de acrobacias aéreas e na tentativa de obter as melhores pontuações possíveis, corridas assentes somente na destruição do maior número possível de Crash Karts e um desafio para bater o melhor tempo de uma volta em qualquer uma das várias pistas disponíveis. 

Cars 3 Driven to Win Imagens Analise

Adicionalmente, poderão também participar em eventos especiais que vos colocam em confronto com alguns dos veículos lendários do universo Cars. De todos estes modos, as corridas de batalha são as minhas favoritas e aquelas em que mais se sente a falta do multijogador online. Existem ainda veículos, pistas, diferentes taças e eventos especiais para desbloquear, sendo que toda esta progressão vai sendo realizada de forma natural à medida que experimentam tudo aquilo que o jogo vai lentamente colocando à vossa disposição.

No departamento visual, o jogo oficial de Cars 3 é uma obra sólida que nunca se consegue destacar através da apresentação de cenários interessantes e cativantes. As pistas estão longe de serem memoráveis, mas o colorido dos veículos serve para que a obra não seja completamente monótona visualmente. A banda sonora segue o mesmo exemplo, nunca assumindo um papel de destaque e limitando-se a acompanhar a experiência. Durante o meu tempo com o jogo, a framerate soluçou em algumas ocasiões, mas nada de muito preocupante ou que afetasse negativamente a experiência.

Cars 3 Driven to Win Imagens Analise

Cars 3: Driven to Win não é uma pérola dentro do género de corridas arcada, mas é sem dúvida uma agradável surpresa. Com uma enorme quantidade e diversidade de conteúdo à disposição e um sistema de progressão inteligente, o título da Avalanche - não confundir com a produtora de Just Cause - é uma proposta interessante para aqueles que gostam da série de filmes e para os que gostam deste tipo de experiências. Não figurará certamente nas listas com os melhores jogos do ano, mas é mais uma prova que jogos licenciados não precisam de ser apenas lixeira para ficar a ganhar pó nas prateleiras das lojas ou tentativas de fazer dinheiro fácil.