Doritos Crash Course surgiu originalmente na reta final do ano de 2010, como um dos finalistas do concurso de produção de videojogos apoiado pela marca Doritos. Baseado nos programas japoneses de entretenimento - alguns dos quais já tiveram direito a uma adaptação para a televisão portuguesa - este título tornou-se rapidamente num sucesso de massas, com o auxílio do facto de se tratar de um jogo disponível gratuitamente.

Assim, quase três anos depois, não é de estranhar que a Microsoft tenha tido o desejo de trazer à vida uma segunda versão de Crash Course, com algumas novidades à mistura. Como não poderia deixar de ser, cá estamos nós para tentar perceber se o jogo consegue fazer a sua prova sem acidentes de percurso.

Doritos-Crash-Course-2-02.jpg

Em Doritos Crash Course 2 são nos apresentados quatro mundos de jogo completamente novos, cada um dos quais com cinco percursos diferentes para serem completados e é aqui que se regista um dos primeiros pontos positivos desta sequela. Ao contrário daquilo que acontecia no jogo original (em que apenas ocorriam variações significativas no aspeto visual dos elementos do cenário), neste segundo jogo vamos ter direito a uma personalização completa dos níveis, conforme se trata do mundo da Selva Amazónica, da Antártida, do Egipto, ou da Ilha dos Piratas. Os elementos do cenário e a pista em si variam, para que possamos ser colocados perante novos desafios que, adaptados ao conceito explorado em determinado cenário, ajudarão na criação de uma corrida mais envolvente.

Por falar em desafios, a grande maioria das armadilhas e obstáculos originais voltam a estar presentes, sendo que o menu do dia é maioriatiamente composto por uma grande dose de trampolins, martelos baloiçantes, cordas e muita correria. Porém, nem tudo fica por aqui e cada nível vai reservar algumas surpresas especiais, que normalmente acabam por ser bastante interessantes.

O avanço através dos diversos níveis é feito através das estrelas ganhas em cada uma das provas. Em adição, teremos ainda a oportunidade de gastar os nossos ganhos em percursos secundários dentro de cada prova, para que tenhamos à nossa disposição mais do que uma forma de podermos melhorar o nosso tempo. Mas não é tudo, existe ainda lugar para uma loja virtual com vários artigos disponíveis. Desde power-ups que vos irão ajudar na jornada, até efeitos visuais para o vosso avatar, está à disposição uma grande variedade de opções de extras passíveis de serem usados.

As mecânicas de jogo são idênticas às que fizeram de Doritos Crash Course um furor no Xbox LIVE. A jogabilidade é extremamente simples, mas se querem tornar-se em verdadeiros mestres das tabelas de classificação irão ter que perder algum tempo a procurar e treinar a melhor forma de abordarem cada um dos obstáculos. As novas habilidades dos avatares revelaram-se bastante úteis neste aspeto, com a possibilidade de treparmos paredes e agarrarmos as bordas das plataformas a surgirem como novos movimentos à nossa disposição. Os mais desajeitados ou impacientes continuam a dispôr da opção de avançar automaticamente para a próxima zona do percurso depois de terem superado um determinado número de tentativas. Ainda assim, caso usem esta funcionalidade o vosso tempo final já não será contabilizado e ficarão excluídos do pódio.

Doritos_crash_course_2_9_605x.jpg

Tal como no jogo original, as componentes gráfica e sonora não sobressaiem pela positiva nem pela negativa. Ainda que o aumento de "floreado" criado em torno da jogabilidade original possa dar aso à existência de alguns cenários bastante interessantes, o jogo exige tamanha concentração que foram poucos os percursos em que tive sequer a oportunidade de olhar para o fundo do ecrã.

Como forma de verdito final, devo dizer que penso que muitos dos jogadores mais fanáticos em relação à componente competitiva do jogo original poderão sentir-se algo enganados por esta segunda entrega, uma vez que todo o "invólucro" adicionado às mecânicas de jogo poderá fazer com que Crash Course 2 se tenha tornado num título cujo foco principal já não está tão destinado às capacidades dos jogadores. Ainda assim, o jogo da Behaviour oferece um excelente desafio para os vossos polegares, proporcionando bons momentos de diversão e competição com os vossos amigos. Em adição, o facto de se encontrar disponível gratuitamente através do Xbox LIVE Arcade leva a que não exista qualquer desculpa para não o experimentarem.