Se há uma série que tem tratado de satisfazer os jogadores casuais, que adoram a sua consola portátil pela forma única em que são aproveitadas as suas características em mini-jogos, é a série Cooking Mama e os seus spin-offs inspirados no título original. Desta vez, a produtora nipónica Cooking Mama Ltd. convida-vos para um novo conjunto de pequenas atividades na temática da jardinagem em Gardening Mama: Forest Friends.

A jogabilidade continua sedimentada num vasto leque de mini-jogos divertidos que darão bastante que fazer aos seus jardineiros digitais. Porém, esta tem por base um ciclo monótono que vemos desenrolar-se e que acaba por se tornar demasiado previsível. E à medida que se vai jogando são cada vez mais os modelos de mini-jogos a repetirem-se, mesmo que a atividade que representa seja completamente diferente de outra já experimentada.

Em Forest Friends, começarão por ter um pequeno jardim para cultivarem legumes, fruta ou flores de variadas espécies, conforme vos for pedido pela vizinhança - a comunidade de comerciantes local. Mas para estes pedidos serem satisfeitos, a produtora acrescentou um outro elemento que fecha a mecânica de jogabilidade: ajudar agricultores e horticultores espalhados pelo mundo, para que vos seja entregue a semente do produto que precisam de cultivar, através de um mini-jogo.

E em quê que consistem os mini-jogos? Em controlos e movimentos com o Stylus, no ecrã inferior, como já vimos em Cooking Mama: Bon Appétit!, adaptados, obviamente, ao tema de Gardening Mama: Forest Friends. Por isso, podem encontrar diversas atividades como tirar nabos e cenouras da terra, remover milho das suas espigas, fazer doce, espremer laranjas; enfim, tudo o que já devem imaginar que esteja ligado a tarefas do jardim e à preparação ou transformação dos vegetais para algo consumível ou decorativo.

De certa forma, vocês serão reféns da estrutura cíclica do jogo, se quiserem avançar para descobrir mais atividades concebidas como mini-jogos. Contudo, façam um bom trabalho com a dedicação adequada e serão recompensados com bilhetes dourados para decorar a vossa horta. Porém, este é também um segmento do jogo que poderá desiludir, pois não dá grande liberdade para personalizarem o vosso espaço de cultivo.

Se gostarem de dar uso à câmara da Nintendo 3DS, poderão encontrar aqui algo de vosso interesse. À medida que forem jogando, também vão desbloquear molduras e objetos de diversos tipos para decorar a fotografia que acabaram de tirar ao vosso amigo. Não é algo que complementa diretamente o jogo, mas não deixa de ser uma adição adequada ao público que esta obra se enquadra.

Ainda é possível aceder a todos os mini-jogos já ultrapassados, sem terem de entrar na campanha do jogo. Algo que se mostra bastante prático se estiverem dispostos a repetir uma determinada fase do jogo que vos pareceu criativa e original. Nomeadamente, se pretenderem mostrar uma fatia do jogo a um grupo de amigos, ou fazerem jogos rápidos, com uma qualificação inventada na hora, passando a consola de mão em mão.

Tal como é apanágio na série, temos uma paleta de cores rica e com um design consistente por toda a obra. Já no que ao som diz respeito, mesmo não esperando nada de propriamente brilhante, nunca pensei encontrar um trabalho sem brio nenhum nas vozes das diferentes personagens e efeitos sonoros. A reprodução destes é acompanhada de um ligeiro ruído como se tivéssemos a ouvir o jogo através de colunas antigas deterioradas pelo tempo.

Gardening Mama: Forest Friends é um título preso a uma rotina de jogabilidade, mas que premeia os jogadores dedicados com várias dezenas de novas atividades para desbloquear. Não será, todavia, um jogo para a audiência hardcore habituada a experiências mais clássicas que lhes propõem determinados desafios, aqui estão totalmente ausentes.