O sucesso da fórmula LEGO da TT Games está mais do que provado com os inúmeros títulos inspirados nas mais diversas propriedades intelectuais lançadas no mercado durante os últimos anos. Ainda assim, apesar da sua solidez e polimento, é inegável que, com o acumular de lançamentos, estas experiências se foram tornando cada vez mais familiares e previsíveis, estando atualmente necessitadas de algo que as torne mais apelativas e que capte a atenção daqueles menos interessados no universo em que cada obra se inspira.

Lego sw the force

Tal como o próprio nome indica, a nova adição à família de jogos LEGO é uma adaptação do mais recente filme da saga Star Wars, mais concretamente, o episódio VII da mesma ou, como é mais vulgarmente conhecido, O Despertar da Força. Significa isto que, assim como tem acontecido com os mais recentes lançamentos da produtora da Warner Bros. Interactive, LEGO Star Wars: The Force Awakens oferece uma versão jogável da totalidade da narrativa da película, fazendo inclusivamente uso dos diálogos originais da obra da Disney e de J.J. Abrams.

Mais uma vez, o facto de estar limitado pela obra em que se inspira e de fazer uso na íntegra dos diálogos dos filmes leva a que a implementação do humor característico dos títulos LEGO seja aplicado apenas durante os momentos cinemáticos, algo que tem resultados inconsistentes no que diz respeito à sua eficácia. Enquanto o diálogo pode ser utilizado para um humor mais adulto e capaz de agradar a miúdos e graúdos, a comédia visual, sobretudo da maneira como é utilizada nesta obra, faz com que o humor se torne muitas vezes demasiado infantil para poder ser considerado eficaz. Existe algo de inerentemente engraçado em ver os protagonistas de Star Wars realizar patetices no ecrã, mas essa estratégia perde rapidamente o seu impacto após algumas horas de jogo.

Lego sw the force awakens

Para além da campanha principal baseada no filme que dá o título à obra, a nova entrada da série LEGO conta ainda com várias missões secundárias que expandem a história de The Force Awakens e que vão sendo desbloqueadas à medida que vão avançando na narrativa e amealhando Gold Bricks, estes que são apenas um dos vários tipos de colecionáveis que se encontram espalhados pelos níveis do jogo e também pelos vários HUB Worlds que têm agora dimensões bem mais consideráveis e contam com uma enorme área passível de ser explorada.

Apesar de o cerne da jogabilidade se manter praticamente inalterado, continuando a ser caracterizado por momentos de combate, que passam por martelar o botão de ataque vezes sem conta, e por momentos de exploração e resolução de quebra-cabeças, envolvendo a destruição de objetos no cenário para realizar construções necessárias ao progresso e a alternância entre personagens jogáveis para tirar partido das suas características únicas, a verdade é que a TT Games fez um esforço para introduzir novas mecânicas à sua experiência tradicional.

Lego sw the force awakens

Uma delas são as Multi-Builds que permitem ao jogador produzir diferentes construções a partir das mesmas peças. Esta mecânica introduz assim um novo tipo de puzzles que nos obriga a realizar construções distintas para ultrapassar um mesmo obstáculo, mas permitem igualmente escolher entre duas opções em algumas sequências de combate. Para além disso, estas construções podem também dar acesso a alguns dos segredos escondidos nos cenários.

Adicionalmente, LEGO Star Wars: The Force Awakens introduz também algumas sequências que transformam o título num autêntico Atirador na Terceira Pessoa com as personagens a fazerem uso da cobertura e a dispararem sobre Stormtroopers. São momentos que quebram um pouco a monotonia, mas são tão acessíveis que estão longe de ser suficiente para manter a experiência fresca. Ainda assim, estes são geralmente culminados com momentos de maior espetacularidade e que, embora sem grande influência do jogador, oferecem algo a que não estamos habituados nestes jogos.

Lego sw the force awakens

Por último e retirando máximo proveito da propriedade intelectual em que se inspira, o título conta ainda com várias sequências que fazem uso dos veículos mais populares do universo Star Wars, entre os quais a Millennium Falcon, os AT-AT, Tie Fighters, entre outros. Estas sequências alternam entre cenários abertos através dos quais se podem movimentar livremente e percursos lineares em que a movimentação fica mais limitada. Os controlos não são os mais fidedignos possíveis, mas estas sequências proporcionam sem dúvida os momentos jogáveis mais interessantes da obra.

Graficamente, os títulos LEGO podem não deixar ninguém de queixo caído, mas a verdade é que a produtora merece ser premiada pela excelência técnica das suas obras, recheadas de ambientes lindíssimos e repletos de cor que primam acima de tudo pela enorme atenção aos detalhes que provam o seu respeito pelas obras que adapta à indústria dos videojogos. Como é óbvio, o departamento sonoplástico também não desilude, não fosse o título servir-se da banda sonora de John Williams e do talento de vozes do elenco principal da película cinematográfica.

Lego sw the force awakens

Sem grandes surpresas, LEGO Star Wars: The Force Awakens é mais uma sólida adição à famílias de títulos da TT Games e que faz jus à qualidade da propriedade intelectual em que se baseia. Ainda assim e apesar do título introduzir várias mecânicas novas à sua jogabilidade, o novo jogo permanece demasiado semelhante às inúmeras obras que a produtora tem lançado no mercado nos últimos anos, pelo que se torna difícil recomendá-lo aos jogadores que tenham adquirido alguma das entradas recentes da série ou que não sejam particularmente fãs do universo criado por George Lucas.