Ainda me lembro de ter jogado Pokémon Crystal na minha Game Boy Color, o primeiro jogo da série da Game Freak que joguei a cores. O cartucho pertencia a uma consola diferente, a uma portátil roxa que só lá encaixava devido às dimensões que apresentava. Agora em formato digital, chega à família de consolas Nintendo 3DS, tanto nas novas (com mais poder de processamento), como nas que têm o ecrã mais largo (as denominadas XL). O público visado é certamente aquele que só entrou na série com os RPG criados para a 3DS ou com Pokémon GO para smartphones Android e iOS. 

Esta é uma oportunidade para conhecerem um passado da série Pokémon que está longe de ser mau, mesmo sem os detalhes técnicos ou as mecânicas que proporcionam uma jogabilidade mais agradável e simplificada que a original, como nos jogos da Nintendo DS e 3DS. Não temos um sinal constante para onde temos de nos dirigir, mas é raro perdermos o rumo da aventura. 

Imagens Analise Pokemon Crystal 3DS

O objetivo é aparentemente simples e transversal a todos os jogos: apanhá-los a todos. São duzentos e cinquenta e uma criaturas Pokémon para colecionar, incluindo a lendária criatura Suicune (desenhada pela criadora da banda desenhada Pokémon Gold & Silver: The Golden Boys) que faz a capa do jogo. Assim, podem amealhar mais alguns destes pocket monsters no vosso Pokémon Bank que não podem encontrar em mais lado nenhum.

Neste título vão ter uma aventura em Johto, com as mesmas características narrativas japonesas que já viram em muitas histórias do género. São uma criança, curiosamente é a primeira vez que num jogo Pokémon se pode escolher entre um rapaz e uma rapariga, que vai participar numa jornada de descoberta pessoal, lutando com os seus monstros contra organização de malfeitores - a infame Team Rocket. 

Imagens Analise Pokemon Crystal 3DS

Começam com Cyndaqil, Totodile ou Chikorita, criaturas que representam o poder do fogo, água e erva, respectivamente. Uma escolha que vai afetar o resto da vossa aventura e dos Pokémon que vão capturar, como também da construção da party de seis elementos. E como é apanágio da série, a vossa escolha vai determinar a seleção do vosso adversário. Este selecionará sempre o Pokémon de poder com vantagem sobre o Pokémon que escolhermos. Se selecionarmos o Pokémon de fogo Cyndaqil, este escolherá Totodile, o Pokémon de água.

Obviamente, que o nosso esforço de colecionador irá requerer acesso a outros jogos. Há uma importância bastante elevada sobre a possibilidade de trocarmos de criaturas, como se estas fossem uma mera coleção de cromos. Além de ser importante trocar com outras pessoas, também é necessário apanhar criaturas Pokémon noturnas. 

Imagens Analise Pokemon Crystal 3DS

Nesta fase do dia, há criaturas diferentes que se escondem nas ervas altas, nas áreas pré-determinadas onde aparecem estes animais. Há áreas onde aparecem alguns Pokémon específicos, tornando-os assim ainda mais raros do que os muito comuns Pidgey, Caterpie ou Rattata. Porém, também convém passar pelo berço para criaturas Pokémon para fazer chocar ovos e esperar algum tempo para que ecludam num Pokémon raro, para que haja menos necessidade de uma eventual troca.

Ainda não sabem como decorrem as batalhas neste RPG nipónico? É simples. Os combates são efetuados por turnos através de um variadíssimo leque de ataques e de técnicas que alterem as estatísticas das condições físicas do nosso Pokémon ou do adversário. O objetivo principal da campanha leva-nos a combater - e muito - com estranhos, mas sobretudo com líderes dos ginásios das diferentes localidades pelas quais vamos passar. O grande objetivo é derrotar os quatro treinadores que compõem a Elite Four. Esse é o nosso verdadeiro propósito: sermos o melhor treinador da região de Johto.

Imagens Analise Pokemon Crystal 3DS

O nosso conjunto de lutadores Pokémon vai influenciar a evolução das partidas. Além dos originais quinze tipos de Pokémon, foi a segunda geração que introduziu os tipos: Steel e Dark. O tipo Steel é particularmente eficiente para um combate defensivo, com dez tipos de poderes que são muito pouco eficazes contra o tipo Steel. Já com o tipo Dark, os Pokémon com o poder Psychic tem a sua vantagem muito reduzida, combinado com o tipo Ghost acabam por não ter qualquer tipo de desvantagem.

Foi a partir de Pokémon Crystal que as nossas criaturas puderam levar itens para a batalha, nomeadamente os diferentes tipos de Berry. Um elemento estratégico que altera por completo o rumo que uma batalha pode levar. Também foi a partir desta versão da segunda geração de Pokémon que foi introduzido um bom conjunto de melhoramentos estéticos, que para os padrões modernos dos videojogos, não impressiona ninguém, mas na altura do seu lançamento deve ter sido algo que deliciou os jogadores que notaram bem os modelos das criaturas muito mais dinâmicos e fluídos na sua animação.

Imagens Analise Pokemon Crystal 3DS

Crystal é sobretudo destinado aos que têm a sua obsessão compulsiva de colecionar por satisfazer e adicionar mais alguns monstros ao seu Pokémon Bank. Pokémon Crystal também é a prova dos melhoramentos que se puderam fazer e das alterações à fórmula Pokémon que ainda se mantêm nos jogos atuais. 

A existência de Crystal é sobretudo para manter o interesse, para os jogadores não esquecerem que Pokémon ainda não terminou, nem terminará tão cedo. Pokémon ainda nos foi prometido na Nintendo Switch e assim a The Pokémon Company garante que há um esforço nesse sentido. Há interesse em Pokémon, a aplicação da Niantic provou-o, Crystal vem reforçar esse sentimento ao entregar onde a série começou e para onde se dirigiu após o primeiro sucesso.