Sem o protagonismo ou o mediatismo de que gozou no passado, a terceira temporada da mais aclamada série da Telltale vai rapidamente aproximando-se do seu final sem conseguir ainda cativar os jogadores da mesma maneira que as aventuras de Lee e Clementine o fizeram. Depois de um primeiro episódio auspicioso, A New Frontier seguiu com dois capítulos curtos que falharam em introduzir o tão necessário cariz emocional à história de Javier, colocando enorme pressão no seu penúltimo episódio para conseguir revitalizar uma temporada que ainda não se tornou memorável.

Felizmente, Thicker Than Water, o título do quarto episódio da nova temporada, não desilude e oferece tudo aquilo que esta precisava para poder chegar ao fim na mó de cima e fazer o jogador esquecer o seu miolo mais pobre. Se o quinto e último capítulo corresponderá às expectativas ainda teremos de esperar para ver, mas o otimismo está agora em níveis mais elevados e a Telltale não costuma desiludir na altura de entregar a machadada final nas suas mais diversas séries episódicas.

TWD A New Frontier Ep 4 Analise Imagens

Arrancando no rescaldo daquele horrível e frustrante cliffhanger que concluiu o terceiro episódio e que, sem grandes surpresas, não tem de longe uma resolução digna da importância que lhe foi dada, o capítulo volta a ter lugar maioritariamente no interior de Richmond, a sede da organização de sobreviventes que dá nome à temporada. Com Javi novamente numa situação precária e com a relação com David cada vez mais tensa, o protagonista e o seu grupo de aliados tenta encontrar uma rota de fuga de Richmond e resgatar o seu irmão das mãos de Joan, líder da New Frontier.

Sem entrar em território de spoilers, importa mencionar que Thicker Than Water é um episódio recheado de tensão que vai crescendo à medida que a história vai progredindo e que atinge níveis máximos nos minutos que o encerram. Não significa isto que seja um episódio rico em ação ou com um ritmo alucinante, porque não é. Na verdade, é bastante lento, colocando em foco as relações do protagonista com os diferentes membros do seu grupo, um grupo que mesmo assim continua a deixar a desejar.

TWD A New Frontier Ep 4 Analise Imagens

É preocupante que, quando estamos a apenas um capítulo do final da temporada, eu ainda não tenha qualquer investimento emocional - em alguns casos nem sequer memorizei os seus nomes - na vasta maioria das personagens que compõem o elenco de A New Frontier, especialmente quando o ADN da série reside na sua capacidade para desferir socos emocionais no jogador que dependem claramente desse investimento para terem o impacto desejado. 

É por isso que, mesmo num episódio com várias decisões difíceis e em que nem todas as personagens sobrevivem aos eventos aqui relatados, estes momentos não têm o impacto que teriam caso o jogo tivesse feito um melhor trabalho para as estabelecer nos capítulos anteriores. Atitudes parvas e quase inexplicáveis combinadas com alguns momentos de conflito interno no grupo que são bastante forçados também não ajudam o jogador a encontrar razões para se importar com o desfecho reservado para estas personagens. 

TWD A New Frontier Ep 4 Analise Imagens

Se o novo elenco continua a desiludir, Clementine permanece como um ponto alto sempre que aparece em cena. Com bem mais tempo de antena em Thicker Than Water do que no terceiro episódio, os momentos em que assumimos novamente a pele da jovem continuam relegados para flashbacks que têm tido resultados mistos no passado. Contudo, este quarto capítulo utiliza-os para entregar um momento bastante emocional e que resulta das vossas decisões no final da temporada anterior. Continua a custar ver a principal personagem da série relegada para um plano secundário, mas pelo menos aqui recebeu a atenção que merece.

Mesmo sem um elenco capaz de cativar verdadeiramente o jogador, o quarto episódio de The Walking Dead: A New Frontier é um pedaço de conteúdo de bastante qualidade que levanta as expectativas para o seu capítulo final. Embora volte a terminar com um cliffhanger, os minutos finais de Thicker Than Water são do melhor que esta temporada ofereceu até à data e que nos mostram novamente a Telltale na plenitude das suas capacidades. A ausência de problemas técnicos é igualmente uma agradável surpresa, mas são as decisões difíceis e os momentos de elevada carga emocional que elevam o episódio para um patamar mais condizente com aquilo a que a série nos habituou.