Pedro Marques dos Santos por - Sep 4, 2017

Windjammers – Análise

A Internet tem destas coisas. Aquilo que começou como uma piada em fóruns online e redes sociais devido à obsessão de Jeff Gerstmann, Editor Chefe do Giant Bomb, com a obra e a promessa de Dave Lang de que nunca mais haveria um jogo na série, acabou por tornar-se uma realidade quando a DotEmu, juntamente com a Sony Interactive Entertainment, anunciaram em pleno palco da PlayStation Experience em dezembro de 2016 que Windjammers seria lançado num futuro próximo para a PlayStation 4 e PlayStation Vita.

Imagens Windjammers Analise

Se a sua popularidade junto de uma fação muito específica da Internet teve alguma influência no seu regresso, nunca saberemos ao certo. Contudo, o que sabemos agora é que o título lançado originalmente em 1994 na Neo Geo está finalmente disponível para uma nova geração de jogadores, alguns dos quais não eram, porventura, sequer vivos aquando da sua chegada ao mercado no século passado – grupo no qual este autor se inclui. 

Windjammers é uma obra difícil de descrever, mas extremamente fácil de compreender. Um misto de andebol, voleibol e lançamento de frisbee, o título coloca o jogador em confrontos um-contra-um numa pequena arena desportiva, tal e qual um duelo de gladiadores modernos – ainda que com menos sangue e violência à mistura -, em que o objetivo passa por fazer balançar as redes adversárias através da projeção do disco voador ou, como alternativa, fazer com que o adversário não consiga evitar que o disco toque no solo da sua metade do campo. No fundo, é uma amálgama de todos aqueles desportos a que só prestamos atenção nos Jogos Olímpicos, mas em bom.

Imagens Windjammers Analise

Com um esquema de controlos assente em poucos botões, o título criado pela casa nipónica Data East apresenta-se como um frenético jogo multijogador que se adapta tanto para sessões locais com amigos sentados ao vosso lado ou sessões de jogo online contra estranhos. Devido ao seu conceito e à acessibilidade dos seus controlos, Windjammers transforma-se numa fonte de diversão e gratificação imediata no qual os jogadores podem retirar algo de positivo de cada partida, independentemente do seu nível de habilidade.

Apesar desta simplicidade superficial, a obra tem um surpreendente grau de profundidade para aqueles que lhe dedicarem o tempo necessário para aprender as suas idiossincrasias. Para além da direção do lançamento com o analógico, o jogador terá de movimentar a personagem ao longo do seu meio-campo para evitar que o adversário pontue e também realizar efeitos e ataques especiais para o tentar surpreender. Mas tudo isto é o básico deste peculiar título de desporto: o segredo do sucesso está na sua capacidade para oferecer diferentes variantes que testam a habilidade do jogador e o forçam a adaptar-se.

Imagens Windjammers Analise

Diferentes arenas requerem diferentes estratégias, seja porque uma tem obstáculos que podem ser utilizados para fazer ricochete e assim alterar a direção do disco, introduzindo alguma imprevisibilidade aos encontros, ou porque têm os locais de pontuação trocados, isto é, enquanto numas arenas o máximo de 5 pontos está localizado no centro do limite do campo, noutras está nos cantos. São alterações ligeiras, mas que têm impacto notório no desenrolar das partidas, especialmente porque alteram a velocidade das mesmas e a facilidade com que chegam aos 12 pontos necessários para vencer o Set – o primeiro jogador a vencer dois Sets, ganha a partida.

Para além das diferentes arenas, o elenco de seis personagens jogáveis dá também mais opções ao jogador, pedindo-lhe que experimente e encontre aquela que se adapta melhor ao seu estilo de jogo. Essencialmente, as personagens apresentam diferentes equilíbrios entre Força e Velocidade, sendo que quanto mais Força uma personagem tiver, mais lenta será e vice-versa. 

Imagens Windjammers Analise

Adicionalmente, a própria forma como encaram as partidas adiciona um maior cariz de estratégia às partidas. Por exemplo, jogadores mais agressivos podem colar-se à linha de meio campo para dar menos tempo de reação ao jogador adversário ao mesmo tempo que ficam mais vulneráveis se não conseguirem a interseção do disco. São decisões que tomarão quase instintivamente, mas que vos vão separar entre a doce vitória e a amarga derrota.

Onde Windjammers acaba por deixar mais a desejar e, por consequência, mostrar a sua idade, é na pobre quantidade e diversidade de modos que tem para oferecer. Para além de um modo arcada que consiste em enfrentar as seis personagens jogáveis controladas por uma inteligência artificial que comete pouquíssimos erros, podem testar os minijogos de Bowling e Frisbee com um cão – que não passam de meras distrações que dificilmente jogarão mais que uma vez -, e realizar partidas em multijogador local e online. Não tive grandes problemas nas minhas sessões de multijogador online, mas é inegável que Windjammers merecia mais para motivar os jogadores a regressar com frequência.

Imagens Windjammers Analise

Conservando a magia do lançamento original através da sua jogabilidade altamente viciante e gratificante e dos visuais retro que resistiram com sucesso à passagem dos anos, Windjammers é tão divertido – mais de 20 anos depois do seu lançamento – como o era quando chegou às arcadas e Neo Geo em 1994. A ausência de uma maior diversidade de modos de jogo e o facto das partidas contra a inteligência artificial estarem longe de ter o mesmo entusiasmo de quando jogamos contra jogadores de carne e osso tornam a experiência demasiado dependente do online para vos manter entretidos, mas são precisas poucas partidas para que o jogo nos faça aumentar o ritmo cardíaco e nos deixe constantemente com a vontade jogar “só mais uma” partida.

veredito

Clássico de culto na Neo Geo, Windjammers traz a sua jogabilidade acessível, viciante e altamente competitiva até às consolas da Sony. Pobre em modos de jogo, mas altamente rico em diversão.
8 Jogabilidade viciante. Visuais retro resistem à passagem do tempo. Perfeito para sessões multijogador. Pobre em modos de jogo.

Comentários

0 Comments
Inline Feedbacks
View all comments

Windjammers

para Nintendo Switch, PlayStation 4, PS Vita

Lançado originalmente:

29 August 2017