Depois de jogado e analisado o mais recente lançamento da sua concorrência, eis que os jogadores podem finalmente começar a dar os primeiros passos em FIFA 19 graças à demonstração jogável recentemente disponibilizada pela Electronic Arts. Cumprindo a tradição quase religiosa de averiguar as novidades dos lançamentos anuais dos dois títulos de simulação de futebol aquando da chegada destas amostras às lojas digitais das diferentes plataformas, aqui seguem as primeiras considerações sobre o novo título da série da EA Sports com base no nosso tempo com a demo.

De certa forma, FIFA 19 parece representar uma progressão para a mais popular série desportiva bastante mais significativa do que os lançamentos dos últimos anos. Poderíamos falar obviamente da adição das licenças da Liga dos Campeões e da Liga Europa ou do renovado modo Kick Off que promete oferecer uma muito bem-vinda diversidade de formas de competir em FIFA - especialmente apelativas se tiverem amigos com quem partilhar a experiência -, aspetos que apenas poderemos testar quando o título completo chegar ao mercado, mas também na jogabilidade a obra apresenta notórias diferenças em relação aos antecessores.

Acima de tudo, aquilo que mais salta à vista durante os primeiros momentos com FIFA 19 é a melhorada fluidez da ação dentro das quatro linhas. O futebol praticado aparenta estar mais veloz, seja no movimento da bola ou na forma como os velocistas conseguem utilizar essa ferramenta para se libertarem da marcação. Algo que também se faz rapidamente sentir é a maior quantidade e diversidade de animações na forma como os jogadores interagem com a bola e percecionam as situações de jogo, realizando receções orientadas para dar um seguimento ininterrupto à progressão da jogada e esforçando-se para intercetar bolas às quais nem sequer reagiam no passado.

Apesar desta maior velocidade de processos, a nova entrada da série torna também as partidas de futebol bastante mais físicas, colocando um maior foco nos duelos corpo-a-corpo e conferindo-lhes uma importância ainda maior nas batalhas pelo domínio do meio-campo e da posse de bola. Isso traduz-se também numa pressão mais intensa da inteligência artificial que raramente desperdiça uma oportunidade para fazer valer o poderio físico dos seus atletas no momento de tentar recuperar a bola. 

Ainda é demasiado cedo para perceber como é que este elemento se revelará importante nas partidas disputadas em FIFA 19, contudo, os sinais iniciais parecem deixar a ideia de que os jogadores que têm no departamento defensivo dos jogos da série a sua principal fraqueza poderão ficar ainda mais expostos com esta agressividade renovada dos adversários. Obviamente, o jogador dispõe das mesmas armas para utilizar o físico na recuperação da posse, mas a melhor utilização das mesmas vai requerer sempre algum período de adaptação.

Adicionalmente, a demonstração jogável introduz também a alteração em plena partida e de forma rápida dos planos de jogo previamente definidos para responder aos diferentes momentos das partidas, bem como uma nova mecânica para os remates que, confesso, ainda não domino por completo. Essencialmente, para conferir uma maior precisão dos remates podem agora carregar duas vezes no botão de remate, sendo que o segundo premir do botão implica um timing perfeito para desferir o melhor remate possível. É certo que continuam a poder rematar tal como o faziam no passado, no entanto, esta nova mecânica pode levar a alguns remates verdadeiramente embaraçosos quando indevidamente utilizada.

Estas são as principais novidades da jogabilidade de uma obra que parece estar a apostar igualmente forte na renovação da oferta fora das quatro linhas. Os primeiros sinais apontam para uma evolução considerável em relação ao antecessor, mesmo que alguns problemas se mantenham, nomeadamente os guarda-redes que continuam a deixar entrar bolas que aparentam ser defensáveis. Dito isto, será preciso muito mais tempo com a versão final do título para se perceber o real impacto destas novidades na experiência, especialmente quando partirmos para o universo online.

FIFA 19 chega ao PC, PlayStation 4, Xbox One e Nintendo Switch no dia 28 de setembro.

Continuem a conversa nos fóruns VideoGamer!