Pedro Martins por - Sep 14, 2018

As primeiras impressões de Forza Horizon 4 – Antevisão

Para os jogadores que gostam de títulos de condução, Forza Horizon 4 será certamente um dos jogos mais antecipados do ano. Com a demonstração jogável já disponível no PC e na Xbox One, dediquei algum tempo da minha semana a tentar perceber aquilo que a nova obra da Playground Games poderá oferecer.

Ainda que sejam um download grande, é uma demo rica em conteúdo. Como certamente saberão, um dos destaques da nova proposta é a inclusão e a rotação entre as quatro estações, algo que está disponível para ser experimentado logo no arranque desta amostra de conteúdo, antes de começarmos a explorar o trecho da Grã-Bretanha que servirá de pano de fundo à experiência.

Uma vez que a demo com carros de várias disciplinas distintas, desde carros de rally ao muito cobiçado McLaren Senna de 2018, isto permite experimentar provas de várias estirpes, ou seja, há as tradicionais corridas ao ponto A ao ponto B, mas há também eventos em terra batida e eventos especiais – onde tive oportunidade de conduzir um Bugatti enquanto era gravada uma cena para um filme.

Isto permite perceber um pouco como é que a jogabilidade será colocada em prática na obra. E a verdade é que as primeiras impressões são francamente positivas, com os carros a terem diferentes comportamentos, mas um peso e uma resposta que torna um prazer participar nas corridas ou simplesmente explorar o mapa, passando a duzentos quilómetros por hora entre campos e destruindo mais um muro que teve a infelicidade de estar no caminho.

Esta resposta – e variedade – que Forza Horizon 4 coloca desde já ao serviço dos fãs é impressionante, tal como é a sensação de velocidade associada aos efeitos e às ações que complementam as corridas – como um rebanho de ovelhas que sai da frente no último segundo ou pelo avião que quase arranca o tejadilho do Chiron.

Além da diversidade associada a cada veículo experimentado, importa destacar que as estações do ano, além de obviamente mudarem radicalmente os cenários e consequemente a atmosfera da obra, prometem ter também um impacto na forma como as provas são abordadas pelos jogadores.

Claro que ainda é muito cedo para tecer considerações – até porque Forza Horizon 4 promete ser um jogo extenso, mas logo nos momentos iniciais, a amostra que nos propõe uma competição no inverno, graças ao traçado estar gelado, é muito diferente do que temos direito a jogar na primavera ou no outono.

Quando a versão final do jogo chegar ao mercado, depois do extenso prólogo, o plano é que todos os jogadores experimentem as estações de forma sincronizada, ou seja, a rotação deverá acontecer uma vez por semana e todos jogarão na mesma estação. Será muito curioso perceber como é que isto aumentará o tempo útil da obra graças à diversidade que poderá injetar na jogabilidade.

Não sei como é que esta mudança de local afetará a diversidade da paisagem e como é que isso impactará a diversão das corridas, contudo, o que posso dizer é que depois de ter experimentado a demo numa Xbox One X ligada a uma televisão 4K HDR, a Playground Games parece estar prestes a assinar mais um colosso técnico. 

Poderão determinar se querem jogar 30 ou a 60 fotogramas por segundo graças aos modos gráficos Quality e Performance, respetivamente, porém, desde as texturas dos cenários à modelagem dos carros – a modelagem das personagens é claramente inferior – passando pelos efeitos da luz e da água, o grafismo é desde já assinalável.

É impressionante como é um jogo de corridas pejado de detalhes, mesmo nas corridas em que tem de lidar com vários carros no ecrã ao mesmo tempo, não há abrandamentos técnicos notórios. Na sonoplastia, além de uma vocalização que promete ser irritante a curto prazo, há também as tradicionais estações de rádio com uma banda sonora para vários gostos e o destaque: os sons emitidos pelos motores dos carros, que prometem ser ainda mais diferenciados quando a obra tiver um leque muito mais alargado de classes na sua chegada ao mercado.

Numa altura em que falta experimentar muito, mas mesmo muito do jogo, estas impressões são francamente positivas. Desde a jogabilidade às impressionantes capacidades técnicas, depois desta demo Forza Horizon 4 deixou-me ainda mais entusiasmado com a sua chegada ao mercado. Fazendo jus ao seu nome, a Playground pode estar a semanas de entregar, novamente, um deslumbrante recreio onde a diversão e a adrenalina vão tirar umas férias.

Forza Horizon 4 será publicado dia 2 de outubro no Windows 10 e na Xbox One.

Comentários

0 Comments
Inline Feedbacks
View all comments