VideoGamer Portugal por - Dec 30, 2018

E3 2016: Resumo da Conferência da Sony

A Sony consegue repetir a proeza do ano passado e obliterar a concorrência com uma apresentação muito bem planeada. A Sony sabe o que os jogadores querem e entrega aquilo que se espera, com algumas surpresas pelo meio. O PlayStation VR esteve presente e não ficamos aborrecidos com a sua breve apresentação. Curiosamente, não houve lugar para mencionar o amor incondicional que tem pela produção independente, como tem referido vezes sem conta em eventos anteriores.

Ficam aqui as principais novidades anunciadas.

  • Para abrir a conferência em grande estilo, a Sony mostrou God of War, com uma secção de jogabilidade de cerca de dez minutos de duração, que mostra Kratos a eliminar criaturas com um machado. Apesar da aparência diferente, Kratos continua violento como sempre o conhecemos.
  • A seguir Days Gone, da Sony Bend (criadores de Uncharted: Golden Abyss), é exibido com um vídeo que é narrado para percebermos como é que a sociedade sucumbiu à situação catastrófica que é representada.
  • Sem dar uma pausa para recuperar o fôlego, The Last Guardian entra de rompante pelo ecrã com um trailer repleto de novos excertos do jogo. A audiência não se conteve quando a data de lançamento, 25 de outubro de 2016, apareceu em números grandes.
  • De seguida foi a vez do título da Guerilla Games, Horizon: Zero Dawn. Mais uma secção de jogabilidade com a apresentação de mecânicas de crafting e de combate bastante explícitas.
  • Para não perder tempo, é a Quantic Dream que tem direito a quatro minutos de antena para expor o que o seu jogo, Detroit: Become Human, será. Mesmo um pouco confuso, percebe-se suficientemente bem que dará liberdade ao jogador para abordar as situações apresentadas como quiser e bem entender, mas sempre com consequências para as suas ações.
  • Resident Evil VII: Biohazard surpreende bastante com o seu vídeo promocional, pois nem uma única bala é disparada. A tensão proporcionada pelo ambiente de terror parece ser um ponto de viragem numa série que andava à deriva. Caso queiram experimentar a demonstração, podem já descarregá-la caso sejam membros PS Plus.
  • Para dar seguimento ao tema abordado, visto que o título da Capcom será jogado na primeira pessoa, é mencionado neste momento o PlayStation VR. Até ao final do ano serão lançados cerca de cinquenta jogos, entre eles destacam-se: Farpoint, Batman Arkham VR, Battlefront X-Wing VR e Final Fantasy XV VR Experience. O dispositivo chega ao mercado em outubro com um preço de 399 dólares.
  • Os jogadores que comprarem uma das edições especiais de Call of Duty: Infinite Warfare poderão jogar, na PlayStation 4, Call of Duty: Modern Warfare Remastered trinta dias antes dos outros jogadores. Esta divulgação acontece depois de uma extensa demonstração do atirador na primeira pessoa com secções no espaço e com manipulação da gravidade.
  • Crash Bandicoot marcou também presença no palco PlayStation. Uma das mascotes favoritas dos jogadores da marca nipónica terá os seus três primeiros títulos remasterizados, graças a uma colaboração entre a Sony e a Activision Blizzard. Caso estejam impacientes, poderão jogar com a mítica personagem em Skylanders Imaginators.
  • Hideo Kojima pisa o palco como uma verdadeira celebridade e apresenta a um público eufórico Death Stranding, com Norman Reedus (estrela da série The Walking Dead) no papel principal.
  • Sabe-se que a Insomniac Games será responsável por desenvolver um título com Spider-Man. Contudo, pouco mais se sabe para além do vídeo que foi revelado. O fato será um semelhante ao que foi avistado em Captain America: Civil War.

Comentários

0 Comments
Inline Feedbacks
View all comments