Shigeru Miyamoto comentou que a Nintendo espera que a Switch passe o tradicional ciclo de 5-6 anos no mercado que estamos habituados a ver na casa de Mario.

Em declarações prestadas numa sessão de Perguntas e Respostas com os investidores, Miyamoto notou que a consola híbrida tem uma boa hipótese de ficar no mercado mais tempo que as consolas anteriores, sobretudo devido aos atributos únicos da plataforma e às oportunidades que os criadores têm para destacar esses atributos no futuro.

“A Nintendo também tem um sistema onde os criadores de software se focam nessas funcionalidades do hardware durante os seus esforços de desenvolvimento para a continuação do negócio da Nintendo Switch,” comentou Miyamoto.

O mítico produtor acrescentou que seria “interessante” se a empresa fosse capaz de prolongar o ciclo de vida da consola, mencionando que “devem estar a antecipar isso”.

Além disso, Shinya Takahashi, da Nintendo, mencionou que a empresa está a trabalhar arduamente com criadores “juniores” com o objetivo de continuar a publicar “produtos interessantes” que podem alcançar um público mais vasto enquanto são divertidos de jogar.

Como estarão recordados, a Switch chegou ao mercado em março de 2017, contando neste momento com mais de 14 milhões de unidades enviadas para as lojas globalmente. Ou seja, passou o que foi conseguido durante a Wii U durante o seu ciclo total no mercado. Super Mario Odyssey é neste momento o jogo mais vendido na plataforma, com mais de nove milhões de cópias comercializadas globalmente.

Continuem a conversa nos fóruns VideoGamer!