A Apple acaba de anunciar o Apple Arcade, um novo serviço que mediante o pagamento de uma subscrição permitirá aceder a um catálogo de videojogos.

Segundo a gigante de Cupertino, este serviço permitirá que os clientes pagantes tenham acesso a mais de cem títulos. Serão adicionados mais jogos com o passar do tempo, com alguns a serem um exclusivo Apple Arcade no que aos serviços por subscrição diz respeito.

O serviço terá direito a uma pequena aba no App Store, com o seu propósito a ser o deixar os jogadores fazerem o download das obras escolhidas para o seu dispositivo, o que elimina assim a necessidade de uma boa ligação à Internet.

Na prática isto significa que o serviço não permitirá, obviamente, aceder a todos disponíveis na App Store, que segundo a Apple passa a marca das 300,000 obras. O serviço terá uma curadoria feita pela própria Apple e disponibilizará as obras abrangidas com todas as funcionalidades e sem publicidade.

Podem ver a lista com todas as produtoras que estão a trabalhar com a Apple na imagem que capturamos na apresentação e que está publicada já de seguida, contudo, alguns dos destaques são a Annapurna Interactive, a Konami, LEGO, SEGA, ustwo e a Mistwalker Corporation, produtora liderada por Hironobu Sakaguchi, o icónico criador da saga Final Fantasy.

Talvez de forma menos óbvia, além de disponibilizar os jogos e de fazer a já mencionada a curadoria, segundo foi mencionado na apresentação, a Apple estará mesmo envolvida no desenvolvimento de alguns dos jogos. Não se sabe em que moldes é que tal acontecerá, ou seja, se o investimento de capital será feito para que haja a exclusividade mencionada, mas é possível ver os testemunhos de alguns criadores que tecem rasgados elogios à empresa, tal como seria de esperar num vídeo promocional.

O Apple Arcade estará disponível nos dispositivos iOS, mas também na Apple TV e ainda no Mac. Ainda sem data de lançamento confirmada, o serviço ficará disponível no próximo outono em mais de 150 países. Até ao momento não foi revelado qual será o preço e se Portugal estará entre os países escolhidos.

 

Continuem a conversa nos fóruns VideoGamer!