Depois do habitual chorrilho de rumores, é hoje que os fãs da tecnologia - e da Apple em particular - ficarão a conhecer os pormenores oficiais sobre as novidades da casa de Cupertino.

A apresentação começará esta tarde, quando forem 18h00 em Portugal Continental, no novíssimo Steve Jobs Theatre. Ainda que ainda não tenha sido confirmado de forma oficial, graças à fuga de informação da própria Apple - primeiro com o firmware do HomePod e mais recentemente com o lançamento antes do tempo da GM do iOS 11, são conhecidos vários detalhes do que será revelado.

No campo dos telefones, as novidades são obviamente os novos iPhone, mais concretamente aquilo que se espera que sejam os smartphones conhecidos como iPhone 8, iPhone 8 Plus e aquele que deverá ser o destaque da tarde, o iPhone X.

Enquanto os dois primeiros deverão ser as evoluções dos já existentes iPhone 7 e iPhone 7 Plus, ou seja, o mesmo formato com melhorias em vários componentes, nomeadamente no processador, que deverá passar a ser o A11, o modelo X é onde estarão centradas as maiores novidades.

E entre elas estará o ecrã. Segundo as várias fugas de informação, o ecrã deverá ocupar quase a totalidade da parte frontal do telefone, ou seja, os bezels serão praticamente removidos, sendo a exceção um corte no topo do dispositivo onde serão albergados os sensores e a câmara frontal.

Além disso, espera-se a inclusão de duas câmaras traseiras, tal como acontece com os modelos Plus, contudo, no X as câmaras serão dispostas num alinhamento vertical e não horizontal.

A mudança do formato do telefone levará a alterações no software. Como não deverá haver espaço para o Home Button, a versão do iOS 11 que correrá no iPhone X terá uma forte aposta no reconhecimento facial do utilizador para desbloquear o dispositivo. Além disso, a remoção do botão fará com que vários passos dados na navegação sejam assim executados através de novos gestos.

Em termos técnicos, ainda relacionado com o ecrã do iPhone X está a alteração da tecnologia do painel, esperando-se que seja o primeiro modelo da marca a ter um ecrã OLED - de 5’8 polegadas. Tal como acontece, por exemplo, no Samsung Galaxy S8 e S8+, a Apple deverá implementar um processo para mover ligeiramente os píxeis de lugar e evitar assim que o ecrã apresente burn-in.

Os rumores apontam para um uso de RAM poupado. O iPhone 8, tal como o iPhone 7, poderá chegar ao mercado com 2GB de RAM, enquanto os iPhone 8 Plus e iPhone X deverão ter 3GB. Obviamente isto está relacionado com a otimização do sistema operativo, mas no campo do Android já existem telemóveis com 8GB de RAM, como por exemplo os modelos OnePlus 5 ou Xiaomi Mi Mix 2 mais caros.

Além dos novos telefones, o evento desta tarde poderá apresentar novidades no território do Apple Watch, com a série 3 a poder ter um modelo LTE, ou seja, com capacidades 4G autónomas do iPhone. Poderá haver ainda uma nova Apple TV que permitirá transmissão de conteúdos com uma resolução de 4K - este modelo deverá ter também um novo processador.

Como nota de rodapé fica o rumor sobre o preço. Alegadamente, o iPhone X estará disponível em três configurações diferentes: 64GB, 256GB e 512GB. A versão com a capacidade mais pequena deverá custar nos 999 dólares, ou seja, é praticamente certo que o preço no nosso mercado passe os 1000€.

A apresentação poderá ser acompanhada em direto aqui, desde que usem o Safari no iOS ou no macOS. Caso tenham um computador Windows, deverão aceder ao Edge para assistir às novidades em direto.