Ao contrário da fórmula aplicada em Assassin's Creed Origins e Assassin's Creed Odyssey, o novo capítulo da já longa saga da Ubisoft, Assassin's Creed Valhalla, não contará com uma enormidade de missões secundárias espalhadas pelo vasto mundo jogo, sendo estas na verdade "praticamente inexistentes".

Isto não significa, obviamente, que Valhalla seja uma obra menos densa em conteúdo, mas sim que esse conteúdo chegará ao jogador de forma distinta. Ao invés das tradicionais missões secundárias, o novo título contará com World Events, descritos como atividades extra que acontecem espontâneamente à medida que exploram o mundo.

Segundo Darby McDevitt (via GameSpot), Diretor Narrativo da obra, a alteração surgiu como resultado da narrativa que guia a campanha de Valhalla, isto é, uma vez que o protagonista Eivor é um invasor, chegado a Inglaterra oriundo da Noruega, não fazia sentido que este recebesse missões de estranhos numa história que o vê a construir e destruir alianças com os diferentes Reinos.

Dito isto, estão prometidas missões narrativas com arcos mais longos e que têm de ser necessariamente concluídas para a aventura progredir.

Assassin's Creed Valhalla tem lançamento marcado no PC, PlayStation 4, Xbox One e Stadia para 17 de novembro. A obra estará também disponível na PlayStation 5 e Xbox Series X assim que as duas consolas se estrearem no mercado.

Continuem a conversa nos fóruns VideoGamer!