O diretor de Days Gone, Jeff Ross, comentou publicamente os rumores publicados na semana passada sobre a sequela do jogo que foi rejeitada pela Sony, ainda que não tenha confirmado qual foi o destino do projeto internamente.

Enquanto falava com o criador do primeiro God of War, David Jaffe, numa edição do podcast de Jaffe (segundo foi transcrito pelo VGC), Ross afirmou que a apresentação interna da Sony Bend incluía “a ideia de um universo partilhado com jogabilidade cooperativa”. Curiosamente, a equipa chegou a considerar este formato para o jogo original.

“Queríamos cooperação desde o início [em Days Gone], mas obviamente tens que fazer concessões com aquilo que não serás capaz de fazer. Teria sido um modo de jogo secundário se o tivéssemos feito no primeiro, ou até mesmo noutro. Não teria complicado a narrativa principal… porque é nisso que somos bons. Foi essa a força do primeiro jogo, por isso seria com base nisso tornando-o melhor,” comentou.

“Mas depois tens este mundo que criaste, e todos estes materiais e sistemas, e dás-lhe um novo propósito para uma espécie de versão multijogador com uma temática idêntica neste universo. Por isso seria com tipos como Deacon a tentarem sobreviver, a construir uma sede ou uma equipa. Penso que seria divertido estar naquele mundo cooperativamente e ver o que as batalhas com as hordas seriam,” acrescentou.

Contudo, sobre o conteúdo do rumor propriamente dito (que afirma que Days Gone 2 foi rejeitado pela Sony), Ross não avançou com detalhes devido aos NDAs - apesar de ter partilhado a mensagem do autor do artigo original após a entrevista com Jaffe. Ross negou que a Bend estivesse a ser colocada como um estúdio de apoio à Naughty Dog no seu título multijogador ainda por anunciar.

O que Ross confirmou foi que a sua saída em dezembro do ano passado não esteve associada ao estado de Days Gone 2, dizendo que “não este relacionada com o estado da sequela ou algo que o estúdio estivesse a fazer. Chegou apenas ao ponto onde me apercebi que tinha chegado ao topo e não conseguiria avançar mais”.

Days Gone continua então a ser a única obra da série. Publicado originalmente em exclusivo na PlayStation 4 em 2019, o jogo está neste momento a ser oferecido como uma das obras PlayStation Plus de abril. A nossa análise pode ser lida neste endereço.

Continuem a conversa nos fóruns VideoGamer!