por - Jul 26, 2021

Dead Space Remake poderá usar conteúdo cortado do jogo original

A equipa que está a trabalhar no desenvolvimento de Dead Space Remake conversou sobre a visão que tem para a nova versão da obra de terror, revelando que ao reconstruir o jogo do zero, está também a trabalhar com materiais que não foram encontrados no lançamento em 2008.

Em declarações prestadas ao IGN, Roman Campos-Oriola, diretor criativo, afirmou que “começámos com o design de níveis do Dead Space original. O que é engraçado é que podemos ver algumas das iterações que foram feitas antes da equipa enviar o jogo”.

“No primeiro capítulo, podemos ver alguns corredores que quiseram fazer primeiro de uma certa maneira, e depois podemos compreender porque mudaram devido a constrangimentos técnicos ou [de outra razão],” acrescentou.

Campos-Oriola continuou e falou sobre a extensão do trabalho que está a ser feito para reconstruir o jogo no motor Frostbite. “Em termos de visuais, som, jogabilidade, tudo, estamos a reconstruir todos esses materiais. Não os estamos a adaptar, não é dar mais resolução à textura ou adicionar mais polígonos ao modelo. É mesmo reconstruir todos estes elementos, gravar todas as animações, etc”.

O maior poder do hardware mais recente (Dead Space Remake será publicado apenas no PC, PlayStation 5 e Xbox Series) significa que a equipa pode melhorar também a atmosfera do jogo.

Numa mensagem publicada no blogue da EA Motive, o produtor Philippe Ducharme elaborou que “estamos a jogar com efeitos volumétricos, por isso em vez de termos apenas sprites, podem mesmo ver a profundidade de uma divisão, a espessura do ar”.

“Estamos a jogar com as sombras, com a iluminação dinâmica, isso não só cria a disposição e a atmosfera, como também tem um efeito na jogabilidade, porque o jogador tem a habilidade de controlar a iluminação em certas áreas da nave,” afirmou ainda.

Isto afeta também o design de som de Dead Space Remake. Ducharme acrescenta que “o áudio tem um papel importante a reforçar a sensação de imersão. Esta é uma área do jogo original que ainda ressoa com os jogadores. Estamos a trabalhar para melhorar a experiência e fornecer áudio credível que é focado no posicionamento dos objetos e na propagação 3D de sons”.

É claramente importante para a EA Motive que a equipa se mantenha fiel ao original, algo que passa pelo regresso de membros da equipa como Mike Yazijian, que foi diretor artístico de Dead Space 2.

Mas o próprio Yazijian afirma no entanto que “temos a certeza que estamos a seguir a história, a direção de arte, tudo, por respeito ao jogo original. Estamos a aproveitar a oportunidade para corrigir algumas coisas que não funcionam, termos a certeza que o jogo se mantém relevante para públicos modernos – mas mesmo isso tem que ser feito cirurgicamente”.

Dead Space Remake foi revelado na semana passada, estando a ser produzido para PC, PlayStation 5 e Xbox Series. O lançamento ainda não tem um dia definido.

Comentários

0 Comments
Inline Feedbacks
View all comments

Dead Space Remake

para PC, PlayStation 5, Xbox Series
Dead Space Remake

A nova obra não será uma sequela, mas sim o jogo original…

Lançado originalmente:

Por determinar