Simon Woodroffe, diretor criativo de Everwild, saiu da Rare, foi confirmado oficialmente pela produtora britânica, que faz saber que o desenvolvimento da obra não será afetado por esta perda.

“Agradecemos ao Simon por todo o seu árduo trabalho em Everwild e desejamos-lhe a melhor sorte para o futuro,” é comentado por Craig Duncan, líder da produtora, em comunicado.

Sobre a continuação do desenvolvimento de Everwild, agora sem Woodroffe, é acrescentado que “a equipa de Everwild está em boas mãos e apaixonada em construir um jogo que vai proporcionar aos jogadores experiências inesquecíveis num mundo mágico e natural”.

No momento em que esta notícia é publicada, um motivo para a saída não foi divulgado pela Rare ou pelo próprio Woodroffe. Depois de ter sido responsável de design de jogos na SEGA, Woodroffe juntou-se à Rare em 2012. Fontes da produtora disseram ao VGC, contudo, que o diretor criativo estava ausente há algum tempo depois de ter apresentado a sua demissão no início do mês.

Como é notado pelo GamesIndustry.biz, a produção do jogo deverá agora ser liderada por Louise O'Connor, produtora executiva, James Blackham, designer principal, e por Ryan Stevenson, diretor de arte na Rare.

Depois de ter perdido a versão Xbox One, Everwild está em produção na Rare para PC e Xbox Series. Ainda não sabemos quando é que o lançamento vai acontecer, porém, quando esse dia chegar a obra estará também no catálogo Xbox Game Pass. O mais recente vídeo sobre a arte conceptual e os Eternals pode ser visto aqui.

Continuem a conversa nos fóruns VideoGamer!