Os veteranos da indústria John Garvin, Diretor Criativo e Escritor, e Jeff Ross, Diretor de Jogo, anunciaram esta semana a sua saída da Sony Bend, depois de terem liderado o desenvolvimento de Days Gone.

Segundo a sua mensagem publicada no Twitter, Garvin já deixou o estúdio há mais de um ano, tendo referido que tem, desde então, se dedicado a projetos pessoais e a fazer uma pausa da indústria dos videojogos. Garvin estava no estúdio desde 1997, altura em que a produtora era conhecida por Eidetic e não fazia parte da Sony Worldwide Studios.

"Ao longo das últimas duas décadas, ajudei o estúdio a crescer para uma grande produtora, agora parte da família Sony. Pelo caminho, escrevi e dirigi todos os jogos desde Syphon Filter até Days Gone, incluindo dois dos meus favoritos, Resistance: Retribution e Uncharted: Golden Abyss," afirmou o escritor.

Por sua vez, Jeff Ross, também no Twitter, anunciou que esta será a sua última semana no estúdio, ao qual se juntou em 2015. Ainda assim, o Diretor de Days Gone faz parte dos quadros da Sony Interactive Entertainment desde 2006.

Days Gone chegou ao mercado em abril do ano passado e foi analisado pelo VideoGamer Portugal. Na altura, Pedro Martins escreveu que "a obra da Bend Studio é ambiciosa e uma longa aventura por um mundo desolador. Há momentos de genuína adrenalina, mas há também fases de apatia marcadas pela sensação que a produtora focou-se mais na longevidade do que propriamente na emoção".

Apesar de ainda não ser público aquilo em que o estúdio está a trabalhar neste momento, no perfil LinkedIn de atuais trabalhadores da produtora há referência a um "jogo AAA em mundo aberto por anunciar". Em janeiro, Jeff Ross tinha dito a um fã no Twitter para se manter atento, quando questionado sobre uma sequela de Days Gone.

Continuem a conversa nos fóruns VideoGamer!