Anunciado oficialmente no início de outubro, Surviving the Aftermath, a sequela de Surviving Mars, tinha apenas como janela de lançamento um vago 2019.

Contudo, esta manhã, enquanto decorria a sua presença no evento PDXCon, a Paradox lançou a sua obra de surpresa em formato Early Access, dando assim aos fãs algo para explorar já durante o fim de semana.

A versão PC é um exclusivo Epic Games Store, como podem verificar aqui. Surviving the Aftermath está também disponível na Xbox One em formato Game Preview, segundo pode ser constatado neste endereço.

Nas duas lojas digitais está disponível a Edição de Fundador. Não só o preço a pagar é oferecido com um desconto e está marcado temporariamente nos 19,99€, como a recompensa por serem os primeiros apoiantes do projeto é o DLC Surviving the Aftermath: Pacote de Fundador.

A produção está entregue à finlandesa Iceflake Studios e, como já se sabia, Surviving the Aftermath entrega aos jogadores o papel de gerirem uma colónia de sobreviventes depois de um evento ter dizimado o mundo.

Segundo a descrição oficial do título, há que sobreviver e prosperar num futuro pós-apocalíptico onde os recursos são escassos. Os jogadores terão que proteger os colonos e trabalhar para restaurar a civilização num mundo devastado.

A obra incluirá mais de cinquenta construções únicas e as tarefas vão desde a recolha de recursos à agricultura, passando pela exploração e pela segurança. O mundo será progressivamente gerado e contará com seis biomas diferentes, cada um com as suas próprias características, como recursos e bandidos.

Em termos de recrutamento, haverá mais de 46 Especialistas únicos. Sem grande surpresa, cada um terá as suas próprias habilidades e motivações para gerir os recursos e a produção da vossa colónia. Será possível enviar os Especialistas para fora da colónia em missões científicas, para combater bandidos ou para analisar os terrenos circundantes.

Finalmente, está ainda confirmado que haverá escolhas morais para fazer. “Poderás não ser capaz de controlar tudo na tua colónia, mas a forma como respondes a situações e eventos emergentes ditará o caráter da tua nova civilização,” comenta a produtora. Além de tudo isto, a obra será compatível com mods.

Caso estejam interessados em Surviving the Aftermath, mas não o queiram jogar na Epic Games Store ou na Xbox One, está confirmado que o jogo vai chegar também à PlayStation 4 e ao Steam quando a versão final chegar ao mercado no final de 2020.

 

Continuem a conversa nos fóruns VideoGamer!