Nuno Teixeira por - Apr 1, 2014

Fundador do Oculus Rift recebeu ameaças de morte após negócio com o Facebook

O anuncio alusivo à aquisição por parte do Facebook da empresa que desenvolveu o Oculus Rift gerou na semana passada imensa discussão na esfera dos videojogos, bem como na vasta indústria tecnológica. O sentimento de choque e descontamento relativo a este negócio fez-se sentir pela web fora, e rapidamente se transformou em reações bem mais negativas e desprezíveis.

No Reddit, Palmer Luckey, co-fundador da Oculus VR, revelou a extensão dessas mesmas reações:

“Estávamos à espera de uma reação negativa de curta duração por parte das pessoas. Não estávamos era contar com tantas ameaças de morte e assédio por telefone, que se estenderam até às nossas famílias”.

“Sabemos que vamos mostrar aquilo que valemos através de ações e não de palavras, mas este tipo de comportamento é injustificável, especialmente porque está a afetar pessoas que nem sequer estão associadas ao Oculus”.

Comentários

0 Comments
Inline Feedbacks
View all comments