Hideo Kojima, diretor de Metal Gear e de Death Stranding, vai receber o prémio BAFTA Fellowship “em reconhecimento de uma contribuição excepcional e notável” à indústria dos videojogos.

“Muito obrigado por este precioso prémio BAFTA Fellowship. Estou muito honrado e gostaria de aproveitar este momento para refletir sobre os muitos predecessores que chegaram antes de mim, pois respeito profundamente as suas contribuições ao entretenimento, seja nos filmes, televisão ou jogos,” comentou Kojima sobre a distinção.

“Também gostaria de agradecer aos que me apoiaram durante os anos e vou continuar o meu empenhamento em criar novas e inovadoras formas que vão puxar o mundo do entretenimento ‘jogável’ em frente,” acrescentou o celebrado criador na sua declaração.

Além de Metal Gear e de Death Stranding, o nome Kojima está também em evidência quando se fala de obras como Snatcher, Policenauts e Zone of the Enders. Death Stranding, a sua mais recente produção, ganhou diversos prémios em 2019, incluindo Melhor Direção, Melhor Música e Melhor Performance na mais recente edição dos The Game Awards.

Amanda Berry, diretora executiva dos BAFTA, destacou o impacto que os videojogos criados por Kojima tiveram na indústria. “Estou encantada por estarmos a reconhecer a impressionante carreira de Hideo Kojima com um BAFTA Fellowship, a maior distinção apresentada pela Academia,” disse.

“Kojima é o criador pioneiro atrás de vários jogos e é venerado em todo o mundo pelo seu trabalho inovador,” acrescentou Berry. As nomeações para os BAFTA 2020 serão conhecidos dia 3 de março e o evento decorrerá dia 2 de abril.

Sem grande surpresa, este não é o primeiro que Kojima recebeu durante a sua carreira. O diretor e designer recebeu sete nomeações BAFTA e, em 2009, recebeu o prémio carreira na Game Developers Conference, entre outros.

Continuem a conversa nos fóruns VideoGamer!