A Microsoft acaba de anunciar, através de uma publicação no seu website noticioso, a aquisição da ZeniMax Media, empresa que detém a Bethesda Softworks e todos os estúdios a ela associados.

Na prática, isto significa que as Bethesda Game Studios, id Software, ZeniMax Online Studios, Arkane, MachineGames, Tango Gameworks, Alpha Dog e Roundhouse Studios fazem agora parte dos estúdios sob a alçada da Xbox Game Studios. Relembre-se que tratam-se de estúdios responsáveis por The Elder Scrolls, Fallout, The Evil Within, Dishonored, Wolfenstein e DOOM, entre outras séries de alto relevo.

Como é óbvio, esta obra significa que futuros lançamentos da Bethesda e dos seus estúdios podem não fazer o seu caminho até à PlayStation 5 - para além dos já confirmados Deathloop e Ghostwire: Tokyo, que até tinham acordo de exclusividade temporária na plataforma da Sony - e também que estarão disponíveis no dia de lançamento para subscritores do Xbox Game Pass.

Segundo o Bloomberg e confirmado no comunicado enviado pela Microsoft ao VideoGamer Portugal, a compra custou 7.5 mil milhões de dólares aos bolsos da Microsoft, que pagou este montante em dinheiro. Para comparação, a compra da Mojang, produtora de Minecraft, tinha custado 2,5 mil milhões de dólares, em 2014.

Continuem a conversa nos fóruns VideoGamer!