Depois da polémica instalada ontem pelos comentários de Adam Orth, nos quais o diretor criativo da Microsoft Studios disse não perceber o drama de uma consola sempre ligada, a Microsoft já veio a público garantir que não se revê nessas declarações.

Numa primeira declaração oficial à Game Informer, a Microsoft fez questão de afirmar que a opinião de Adam Orth não refletia a opinião da produtora e que não tinha qualquer anúncio para fazer sobre esse assunto. Insatisfeita com a resolução dada à polémica, a companhia liderada por Bill Gates divulgou uma segunda declaração através da qual pede desculpas aos consumidores.

"Nós pedimos desculpa pelos comentários inapropriados feitos ontem por um empregado no Twitter. Esta pessoa não é um porta-voz da Microsoft e as suas visões pessoais não reflectem a abordagem focada nos jogadores que nós usamos para os nossos produtos ou como nós comunicaríamos directamente com os nossos fãs. Pedimos desculpa se isto ofendeu alguém, no entanto, não fizemos qualquer anúncio sobre os planos para o nosso produto e não temos mais comentários a fazer sobre esta matéria." - pode ler-se na declaração oficial da Microsoft.

Apesar de os rumores serem cada vez mais, a Microsoft permanece em silêncio sobre a sua nova consola.

Continuem a conversa nos fóruns VideoGamer!