por - Jun 19, 2013

Partilha familiar e acesso a jogos na nuvem retirados das políticas da Xbox One

Depois da poeira assentar, com o anúncio bombástico desta noite por Don Mattrick, inúmeros sites dirigiram perguntas a Marc Whitten, vice-presidente corporativo do Xbox LIVE. Este esclareceu com mais profundidade o quê que esta mudança significa para a Microsoft e para a sua recente anunciada consola.

Com o retrocesso nas decisões iniciais às políticas do DRM e da ligação permanente à internet, Whitten afirmou que as recém anunciadas regulamentações terão um custo.

Já não será possível partilhar um jogo com o agregado familiar, nem jogar um título na casa de um amigo – descarregado através da nuvem – sem levar a cópia física do jogo. Agora, tal como na Xbox 360, terão de instalar o jogo na Xbox One e deixar o disco na consola para que o sistema verifique que se trata de uma cópia legal.

No entanto, quando deixarem a casa do vosso amigo e levarem o jogo convosco, a instalação que ficou na consola servirá como uma cópia digital do jogo. Por outras palavras, o vosso amigo apenas terá de fazer a transação e jogar imediatamente o título em questão sem ter de esperar pelo descarregamento.

Nas perdas também está a anterior permissão de aceder à coleção de jogos em qualquer consola Xbox One.

Whitten, em jeito de conclusão, disse ainda que a Microsoft queria contar a sua história toda antes de responder ao feedback dos jogadores.

“O que nós quisemos fazer foi contar a nossa história na totalidade. Sabíamos que parte dela foi contada na revelação da Xbox One e que outra parte foi contada na E3. Quísemos colocar a nossa história lá fora e mostrar os grandes jogos que temos a caminho. Fízemos isso e deram-nos um enorme feedback.”

Comentários

0 Comments
Inline Feedbacks
View all comments