Astral Chain conquistou a crítica especializada e a tabela semanal com os videojogos em formato físico mais vendidos no Reino Unido. Sem grande surpresa se tivermos em consideração que é um exclusivo Switch, há muitos fãs que não se importavam de o ver publicado noutras plataformas.

Um dos fãs achou que era boa ideia perguntar a Hideki Kamiya, fundador da PlatinumGames e supervisor da obra, se o jogo teria direito a uma versão PlayStation 4.

Kamiya respondeu no Twitter (numa tradução via Jack of All Controllers), mencionando que “bem… também seria excelente ter Mario, Zelda e Metroid na PS4… por mim, odeio a PlayStation? Sou apenas um criador a cumprir as minhas obrigações contratuais por isso não sei, talvez possam tentar perguntar à minha editora e investidora Nintendo?”

Não é o primeiro jogo que a PlatinumGames desenvolve em exclusivo para consolas da Nintendo. Por exemplo, MadWorld foi lançado na Wii, The Wonderful 101 foi publicado na Wii U, enquanto Bayonetta 2 está disponível na Wii U e na Switch. São obras que depois de publicadas no hardware da Nintendo, nunca chegaram a outras consolas.

O Filipe Urriça analisou Astral Chain, escrevendo que é “mais um excelente título da nipónica PlatinumGames. Há um combate fenomenal para ser explorado, nomeadamente a ligação entre o Legion e a personagem principal”.

Continuem a conversa nos fóruns VideoGamer!