A Riot Games começou a banir os batoteiros na sua obra Valorant, segundo uma mensagem publicada no Twitter por Paul Chamberlain, programador e responsável pelo programa anti-batotas na produtora (via PCGamesN).

“Bem isto é uma chatice, mas hoje [a mensagem foi publicada ontem, dia 9 de abril] tive que banir o nosso primeiro batoteiro (e parece que há mais banimentos no horizonte),” começou por comentar Chamberlain na rede social.

“Esperava ter um pouco mais de tempo antes desta luta começar mas agora estamos nela e estamos prontos,” é ainda acrescentado na mensagem. Ainda que Chamberlain espera-se ter mais tempo, a verdade é que Valorant tem atraído muitas atenções nos últimos dias.

Como noticiámos aqui, a beta privada da obra começou na passada terça-feira, dia 7 de abril. Para participar é necessário uma conta Riot e uma conta Twitch. Posteriormente, terão que ver as transmissões em direto e em destaque do jogo para tentarem ganhar uma chave para a beta privada.

Este procedimento ajudou Valorant a ter uma semana impressionante. Ontem foi notícia que a obra tinha atraído 1.7 milhões de espectadores em simultâneo no Twitch e que os fãs tinham acumulado mais de 34 milhões de horas dedicadas a ver transmissões do jogo.

Assim, todos estes números e os jogadores banidos estão associados ao jogo num momento em que, efetivamente, o lançamento oficial ainda não aconteceu. Essa versão final de Valorant ainda não tem dia de lançamento definido, sendo neste momento esperada algures no próximo verão.

Continuem a conversa nos fóruns VideoGamer!