Durante uma recente transmissão em direto no Twitch, a From Software, a aclamada produtora nipónica responsável pela série Dark Souls e Bloodborne, confirmou vários detalhes relativamente a Sekiro: Shadows Die Twice, a sua nova propriedade intelectual.

O jogo terá lugar na Sengoku Era do Japão, não tendo lugar no mundo real, mas sim num mundo original criado pela produtora tendo como base várias características desse período histórico. Sabe-se também que Sekiro será um jogo de ação e aventura e não um RPG, como a From Software nos vem habituando.

Significa isto que não haverá classes para escolher, embora o jogador tenha liberdade na sua abordagem às situações de combate. Para além de métodos diferentes de combate, o jogo permitirá também aos jogadores serem furtivos para evitar inimigos e equilibrar as batalhas, reduzindo o número de oponentes em simultâneo.

Como o nome deixa a entender, o ressuscitar da personagem será uma das principais mecânicas da obra, permitindo ao protagonista voltar ao local onde morreu. Obviamente, não poderão fazer isto sempre que quiserem, uma vez que existirão limitações no sentido de não tornar a obra demasiado acessível.

Para além disso, foi confirmado que o título não terá multijogador e que a história será apresentada de uma forma mais tradicional, acompanhando um herói que perdeu tudo, incluindo a sua honra, e que pretende obter vingança lhe roubou o braço. Ainda assim, a produtora promete manter-se fiel ao seu estilo narrativa, afirmando que não existirão muitas cinemáticas, mas que haverá muito para descobrir sobre as personagens e o mundo através da jogabilidade.

Sekiro: Shadows Die Twice será lançado no PC, PlayStation 4 e Xbox One em 2019.

Continuem a conversa nos fóruns VideoGamer!