Depois de ter confirmado que Death Stranding não estaria presente na E3 este, podia-se começar a pensar que o novo jogo de Hideo Kojima não era mais do que um vídeo CGI que estava a muitos anos de chegar ao mercado.

Todavia, sabe-se agora que tal  não parece ser o caso e Shawn Layden falou sobre o assunto em declarações ao The Telegraph.

Na entrevista, o presidente da Sony Interactive America (SCEA) tocou brevemente na ausência do jogo enquanto discutia a performance geral da Sony na E3. Quando questionado se Death Stranding existia além dos dois vídeos mostrados até agora, Layden respondeu que:

“Não, não - está a correr, tem sido ajudado tremendamente depois do Kojima-san decidir escolher com o motor Decima da Guerrilla [que alimenta Horizon Zero Dawn]. E isso deu-lhe mesmo vantagem para o colocar o jogo a correr e testá-lo e ter alguns níveis jogáveis. Não consigo explicar-te o que o jogo é…”

O entrevistador insistiu e perguntou se “isso significa que já o jogou?”, ao que Layden respondeu “na verdade joguei algumas partes do jogo”.

“E é tão revolucionário como o Kojima-san está a prometer. Tudo isso e mais,” acrescentou.

Para que não existissem dúvidas, o jornalista do The Telegraph insistiu e perguntou se o jogo existia mesmo.

“Existe mesmo,” respondeu Layden sem margem para grandes dúvidas.

Portanto, Death Stranding existe mesmo e alguém já teve oportunidade de o jogar. Infelizmente, ainda não se sabe quando é que o jogo será mostrado publicamente. Espera-se, contudo, que a obra chegue ao mercado antes de 2019, mas ainda não há qualquer data de lançamento.