A Sony espera que a PlayStation 5 venda mais do que foi conseguido pela PlayStation 4 durante o primeiro trimestre após a sua chegada ao mercado. Ou seja, a gigante nipónica está confiante que até ao final de março, 2021, as vendas ultrapassem os sete milhões de consolas comercializadas globalmente.

Esta confirmação foi feita por Jim Ryan, CEO da Sony Interactive Entertainment, em declarações prestadas à publicação coreana Naver. E são declarações que chegam depois de vários problemas com as pré-encomendas da consola, o que levou a gigante nipónica a pedir desculpa.

“Pensamos que a PS5 vai vender mais no seu primeiro ano fiscal do que foi vendido durante o primeiro ano fiscal no lançamento da PS4,” foi comentado por Ryan à publicação (via VGC).

Quando chegou ao mercado, em novembro, 2013, na América do Norte, América do Sul, Europa e Austrália, e em fevereiro, 2014, no Japão, a PlayStation 4 foi bastante procurada pelos fãs. Quando os resultados do primeiro trimestre foram anunciados, em abril, 2014, a consola tinha vendido sete milhões de unidades globalmente.

Sem grande surpresa, o CEO foi também questionado sobre o aumento dos preços dos jogos - que em Portugal chegarão aos 79,99 euros no lançamento. “É difícil falar sobre o mercado global de jogos ou de outras consolas de jogos, mas penso que o valor é óbvio no caso da PS5,” comentou sobre o assunto.

“Vamos entusiasmar os fãs de todo o mundo com os melhores jogos exclusivos no mercado atual e entregar um dispositivo verdadeiramente de nova geração que os vai fascinar,” disse Ryan sobre o hardware que está a pouco mais de um mês de chegar às lojas.

Portugal vai receber as duas variantes da PlayStation 5 dia 19 de novembro. A Edição Standard será comercializada por 499,99 euros e a Edição Digital (que como se sabe não conta com um leitor de discos em Blu-ray) será comercializada por 399,99 euros.

Continuem a conversa nos fóruns VideoGamer!