Final Fantasy VII Remake será enviado primeiro para a Europa e para a Austrália porque a pandemia do novo coronavírus tornou “muito difícil” assegurar que todos os jogadores recebem o jogo ao mesmo tempo.

No anúncio que podem ver no final desta notícia, o produtor Yoshinori Kitase e o diretor Tetsuya Nomura agradeceram aos fãs o continuado entusiasmo pela nova versão do adorado Role Playing Game.

“A nossa prioridade é que todos vocês, incluindo quem vive nos países que estão neste momento a sofrer a maior disrupção, possam jogar a obra no lançamento,” podemos ler na declaração. “Então tomámos a decisão de enviar o jogo mais cedo do que é habitual para a Europa e Austrália,” é acrescentado.

A Square Enix sabe que isto significa que os jogadores poderão receber a sua cópia da obra antes do lançamento global de Final Fantasy VII Remake. “Por favor pensem nos outros e não lhes estraguem o jogo,” foi pedido por Kitase e Nomura. “Final Fantasy VII Remake é um novo jogo que ainda tem muitas surpresas para todos. Todos os nossos fãs e jogadores merecem experienciar o jogo por si mesmos,” é complementado.

Sobre os restantes mercados no mundo, as cópias do videojogo serão enviadas durante a semana que começa dia 6 de abril. “Estamos otimistas que muitos de vocês poderão receber o jogo no dia de lançamento. Contudo, devido à situação desafiante não conseguimos fornecer datas de entrega para cada país e para cada loja,” explicaram produtor e diretor.

A produtora aproveitou ainda este momento para expressar gratitude perante o suporte dos fãs e espera que a comunidade permaneça em segurança durante estas “circunstâncias únicas”. Apesar de todas estas alterações e ajustes sobre a chegada de Final Fantasy VII Remake às lojas, o dia de lançamento oficial é 10 de abril e a plataforma que o receberá como exclusivo temporário é a PlayStation 4.

Continuem a conversa nos fóruns VideoGamer!