Pedro Martins por - Jan 18, 2022

Xbox compra Activision Blizzard por 68.7 mil milhões de dólares

A Xbox anunciou que chegou a um acordo para comprar a Activision Blizzard por 68.7 mil milhões de dólares no que poderá ser um dos maiores negócios de todos os tempos na indústria de videojogos.

Os anúncios oficiais foram feitos pelas duas empresas onde o acordo é confirmado, incluindo esta mensagem publicada no Xbox Wire ao início da tarde. Esta aquisição significa que a Xbox fica imediatamente com enormes franchises, incluindo Call of Duty.

As duas empresas vão operar de forma independente, mas quando o acordo estiver finalizado, o negócio da Activision Blizzard vai responder diretamente à Microsoft Gaming.

A Xbox afirma que vai “oferecer o maior número possível de jogos da Activision Blizzard no Xbox Game Pass e no PC Game Pass” depois de o acordo estar finalizado.

Este desenvolvimento faz com que a Xbox ganhe um enorme lote de estúdios. Entre outros estão a Blizzard, Beenox, Demonware, High Moon, Infinity Ward, King, Radical Entertainment, Raven Software, Sledgehammer Games, Toys for Bob e a Treyarch.

Em termos de séries, entre muitos destaques de peso estão nomes como Call of Duty, Warcraft, Starcraft, Diablo e Overwatch. Neste momento, contudo, ainda não foi revelado quantos é que passarão a ser exclusivos Xbox posteriormente.

“Os fantásticos franchises na Activision Blizzard vão acelerar os nossos planos para o Cloud Gaming, permitindo que mais pessoas em mais locais de todo o mundo participem na comunidade Xbox usando telefones, tablets, laptops e outros dispositivos que já têm,” podemos ler na mensagem publicada no Xbox Wire.

“Os jogos da Activision Blizzard são desfrutados numa variedade de plataformas e planeamos continuar a apoiar estas comunidades daqui para a frente,” é acrescentado.

A Activision Blizzard tem estado nas notícias graças aos relatos de um local de trabalho tóxico, alguns dos quais envolvendo Bobby Kotick, o CEO da empresa. O comunicado da Activision afirma que Kotick continuará no cargo, mas terá que responder a Phil Spencer depois de o acordo estar terminado.

“Como empresa, a Microsoft está empenhada na nossa jornada pela inclusão em todos os aspetos dos videojogos, tanto nos empregados como nos jogadores. Valorizamos profundamente as culturas individuais dos estúdios,” pode-se ler no comunicado da Microsoft.

“Também acreditamos que o processo criativo e a autonomia funcionam em conjunto com o tratamento de cada pessoa com dignidade e respeito. Exigimos isso de todas as equipas e de todos os líderes. Estamos ansiosos para estender essa cultura e inclusão pró-ativa para as excelentes equipas da Activision Blizzard,” continua.

O negócio ainda terá que passar pelas condições finais, mas espera-se que esteja terminado no ano fiscal de 2023. Antes, a Microsoft tinha comprado a ZeniMax Media por 7.5 mil milhões de dólares.

Comentários

0 Comments
Inline Feedbacks
View all comments