Política de Pontuação de Análises


1/10 - Inaceitável
Se virem um jogo classificado com esta nota, fujam e não pensem mais no assunto. Aqui é onde poderão encontrar erros em formato jogável, obras tão más que mais vale gastarem os vossos Euros em quilos e quilos de brócolos.

Exemplos incluem ... nada. Nunca demos esta pontuação e esperamos nunca ter de vir a dar.

2/10 - Horrível
Os videojogos classificados com esta nota são maus. Talvez a caixa seja bonita, mas o conteúdo tem tantas falhas que a recomendação não passa de uma miragem. Se valorizam os vossos Euros, estes videojogos são apenas uma boa forma de os desperdiçarem.

Exemplos incluem Unearthed: Trail of Ibn Battuta Episode 1, Sonic Boom: Rise of Lyric,Cartoon Network: Battle Crashers

3/10 - Muito Fraco
É a primeira nota que pode ser descrita como algo mais do que um desastre. Recomendável? Claro que não, mas pode haver um ou outro processo que não vos dê vontade de atirar com o comando ou o teclado contra uma parede.

Exemplos incluem Yaiba: Ninja Gaiden Z, Daylight , Dogchild

4/10 - Fraco
Quase positivo, é algo. Algo que devem pensar e repensar antes de comprar, mesmo que sejam fãs da produtora, da série, ou do género. Tenham em atenção que a qualidade não abunda nestas obras, pelo que o mais provável é que a desilusão continue a morar perto.

Exemplos incluem Moto Racer 4, Kholat, Adr1ft

5/10 - Medíocre
Aqui estamos: a metade da tabela. É terrível? Não. É bom? Também não. Pode ser apreciado por alguns fãs incondicionais, mas o grosso da comunidade pode encarar estes jogos com um cinzento “meh”. Não é bom nem mau, vai-se jogando.

Exemplos incluem Mario Sports Superstars, Slender: The Arrival, The Crew

6/10 - Razoável
Os jogos que encontrarem com esta classificação não são clássicos, nem sequer são exemplares. Alguns aspectos podem ser executados com mestria, mas o cômputo da geral da obra apresenta falhas demasiado evidentes para serem ignoradas.

Exemplos incluem Goat Simulator, Dynasty Warriors 9, Assassin’s Creed Rogue, Layers of Fear

7/10 - Bom
Ah, o sete. Bonito número, dizem. Os jogos classificados com este número não são maus. Têm falhas, claro, mas têm também valências que saltam à vista. Um quase lá, um “merece mais um capítulo”.

Exemplos incluem Nidhogg 2, Mortal Kombat X, Tekken 7, Mass Effect Andromeda

8/10 - Muito Bom
Aqui já se começa a sentir o cheio a recomendação. Estes videojogos falham em algum ponto, mas merecem ser experimentados, merecem uma oportunidade. Se gostam do género ou da série, então vão passar um bom bocado. Se for uma nova Propriedade Intelectual, é algo que vamos querer acompanhar.

Exemplos incluem Onrush, Yakuza Kiwami, Mario Tennis Aces, PES 2018, Resident Evil 7

9/10 - Excelente
Estes são jogos obrigatórios. Por um motivo ou outro, o vosso dinheiro será bem gasto nestes títulos. São jogos que são um prazer, que são sorvedouros de horas ou que não nos dão descanso até estarem terminados.

Exemplos incluem Diablo III, Forza Horizon 3, BioShock Infinite, Xenoblade Chronicles 2, What Remains of Edith Finch

10/10 - Clássico
O pináculo da escala. Foram e serão poucos jogos a obterem esta classificação. Uma obra que se apresenta com uma excelência tal, que define gerações de hardware, que é e continuará a ser falado durante muitos anos. Se virem um 10/10, corram para comprar o jogo.

Exemplos incluem The Last of Us, Super Mario Odyssey, The Legend of Zelda: Breath of the Wild, God of War (2018)